Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘druida’

Tribann_Triskle Há dois anos atrás realizamos a primeira edição do Censo Druídico Brasileiro e tivemos um panorama sobre as pessoas que compõem a nossa comunidade e uma visão geral sobre as vertentes que atuam em nosso país. Desde lá a senda druídica amadureceu muito no Brasil e por isso chegou a hora de refazer a pesquisa.

Este censo quer descobrir quem são os praticantes das diversas espiritualidades célticas e druídicas do país, como pensam e quais as orientações de seu culto. Em muitos casos utilizaremos o termo “Druidismo” como um coringa para representar esta diversidade.

Responda da melhor forma possível e depois repassem o link da pesquisa para seus amigos que vivem o druidismo, pois quanto mais pessoas responderem a esta pesquisa, mais conclusivos serão as informações que teremos.
Por favor responda apenas uma vez, para que seus dados não sejam duplicados. Os resultados serão divulgados no Equinócio de Primavera.
 
Para responder clique AQUI ou acesse o link http://goo.gl/forms/3iWjbaLJ1Z.
 
 

Anúncios

Read Full Post »

A comunidade druídica é múltipla de formas, ritos, crenças e tradições e às vezes, com um olhar superficial, temos até dificuldade de encontrar pontos em comum que liguem todos os grupos, além do uso da palavra “druida”.

No Brasil temos realizadas muitas ações nos últimos anos para aproximar os grupos druídicos, indiferente de sua linhagem, para mostrar que são grandes as semelhanças que nos unem e pequenas as diferenças que nos separam. Com esse espírito foi criado o Encontro Brasileiro de Druidismo e Reconstrucionismo Céltico (que em 2015 vai para sua 6ª edição), o Conselho Brasileiro, diversos eventos regionais e com isso a amizade e o respeito tem aumentado entre os druidistas.

Mas especialmente os iniciantes neste caminho tem muita dificuldade em entender que vertentes são essas e quais suas características. Por isso resolvi escrever esse texto para mostrar de forma bastante resumida às linhas druídicas tradicionais e também os caminhos-irmãos das espiritualidades célticas.

Vou começar com as três linhagens que surgiram no renascimento druídico (século XVIII) e que deram o pontapé inicial do resgate desta fé. (mais…)

Read Full Post »

Neste site foi realizado uma pesquisa direcionada à comunidade de praticantes de druidismo e reconstrucionismo celta, apelidada carinhosamente de Censo Druídico Brasileiro.

Agradeço a todas as pessoas que responderam e que contribuíram divulgando, dando opiniões e de outras formas também. Sem vocês isso não seria possível. 🙂

Concluímos que o druidista médio brasileiro tem 31 anos, mora em São Paulo, não tem filhos e é politeísta.

Quer saber mais? Clique aqui e acesse o resultado do censo.

 

Read Full Post »

Esta pesquisa visa descobrir quem são os praticantes das diversas vertentes do Druidismo no Brasil, como pensam e quais as orientações de seu culto. Conto com a ajuda de todos, para que tenhamos informações que nos indiquem quem somos e como se caracteriza o Druidismo em nosso país.

Os dados pessoais desta pesquisa são todos sigilosos, então podem ficar tranquilos porque não serão divulgados. Por favor responda apenas uma vez, para que seus dados não sejam duplicados.

Responda da melhor forma possível e depois repassem o link da pesquisa para seus amigos que vivem o druidismo, pois quanto mais pessoas responderem a esta pesquisa, mais conclusivos serão as informações que teremos.

Clique aqui e responda: http://goo.gl/Lg3M3j

Abraços

JP Bach

Read Full Post »

Como falado no tópico anterior, o homem é um ser social e tem uma forte necessidade de estar com outras pessoas, com quem possa compartilhar seus sentimentos, suas dúvidas, suas angústias, suas vitórias e outros momentos de sua vida. Cada um tem suas especialidades e suas fraquezas e ao agrupar-se em Comunidade, o ser humano torna-se mais forte.

Separar um druida de sua comunidade é como retirar um peixe do rio: ele perde seu propósito e deixa de ter seu real valor.

Nos tempos antigos o sentido de Comunidade era mais claro e os druidas deviam agir em um clã ou tribo ou mesmo intermediando entre os clãs e tribos. Mas nos dias de hoje o sentido é expandido e podemos classificar como Comunidade um grupo de pessoas que possuam alguma coisa em comum, seja um determinado interesse, o local onde habitam, uma espiritualidade, um laço de sangue, a forma de levar a vida etc. E é por isso que os druidas de hoje vivem ao mesmo tempo em várias Comunidades, andando entre elas e levando seu druidismo a todas elas.

Para começar eles fazem parte de uma comunidade druídica (aqui no Brasil formada por clãs de diversas partes do país), de grupos de amigos, de uma família, de uma comunidade formada pelas pessoas da cidade ou bairro onde residem.

E é dever do druida levar seus ofícios a todas elas, usando seus dons de cura, oraculares, seu aconselhamento, seus conhecimentos. Além disso cabe ao druida guardar a história de suas comunidades e a passar adiante para as gerações futuras, sempre honrando sua ancestralidade.

Uma das Tríades diz que é dever do Druida curar a si mesmo, a sua comunidade e a seu Planeta. Como líderes espirituais, cabe aos druidas cuidarem dos membros de seu grupo, garantindo orientação nas questões éticas e morais e nas melhores maneiras de se relacionar com os deuses. Essa é a especialidade dos sacerdotes e é assim que eles podem fortalecer sua Comunidade.

E podemos considerar até mesmo o Planeta como um Comunidade gigante onde todos os homens, plantas, animais e demais seres tem em comum o lugar onde vivem. É por isso que o druida moderno precisa olhar sempre a sua volta e reconhecer seus semelhantes, para poder compartilhar com estes os dons dados pelos deuses.

Da mesma forma, aqueles que vivenciam o Caminho do Guerreiro devem garantir a segurança e proteger seu Clã, defendendo os interesses da Comunidade, mesmo que a espada fique embainhada na maior parte do tempo.

Existem ainda aqueles que alimentam o povo, aqueles que lideram, aqueles ensinam, aqueles que entretem. Cada pessoa, a exemplo das formigas e das abelhas, tem seu papel na Comunidade e o desempenhando com primazia e dedicando esses esforços aos deuses, estaremos fazendo um mundo melhor para todos.

Read Full Post »

Recorro mais uma vez à etmologia, como de praxe, para poder escrever outro texto desta série. E vemos que aa origem da palavra, consciência é o estado que quem sabe, ou seja, de quem está ciente de algo.

E o que é estar ciente? Bom, estar ciente é não andar no escuro e a cada passo dado levar em consideração os fatores que o cercam. É pensar nas pessoas ao seu redor antes de tomar uma decisão. É pensar no meio ambiente, na sociedade, nos deuses, nos nossos filhos e no nome dos nossos antepassados e ter certeza que estamos seguindo pelo melhor caminho.

Enfim, levar uma vida consciente é outra obrigação do druida, pois é necessário que ele esteja sempre de olhos bem abertos para que todas suas decisões levem em consideração o impacto que causará a si mesmo, ao seu povo e ao seu Mundo.

Read Full Post »

Essa pergunta é engraçada porque não é a primeira vez que a fazem a mim e também não é a primeira vez que me pego pensando em como respondê-la com sinceridade. O problema é que não sei quando e como cheguei ao druidismo. Quando eu dei por mim, já estava andando nesse meio e vivenciando essa espiritualidade.

Há muito tempo eu já rezava para nossos deuses, já honrava meus ancestrais e já reverenciava os bons espíritos da natureza. Já buscava a Inspiração divina e já procurava viver em equilíbrio com o Mundo.

Eu só não sabia que existia um nome para isso e, na minha total ignorância e egocentrismo, acreditei que eu tinha criado algo novo. Ledo engano!

Para mim os druidas eram sábios de um passado distante e eu nem sonhava que eles ainda existiam, até que em uma conversa a respeito de espiritualidade que tive com um amigo, este me disse: “cara, isso que você acredita se chama druidismo”.

E depois dessa descoberta meus olhos se abriram. E se abriram ainda mais quando descobri que eu não estava sozinho e fui descobrindo amigos druidistas pelo Brasil e pelo Mundo.

E como de praxe, vou dizer que não me converti e nem espero que alguém se converta. Os deuses chamam seus filhos para perto de si quando querem e nos escolhem por algum motivo que eu desconheço. É por isso que não somos proselitistas, afinal sabemos que cada pessoa nesse Mundo tem sua história e seu destino. E é por isso que não existe um porquê que responda a pergunta deste tópico; existe apenas uma história.

Read Full Post »

Older Posts »